Dias 10 a 13 do Prof. Sandro rumo a Belém



Dessa vez, um relato tentando "incorporar" a visão do Prof. Sandro, com narração em primeira pessoa:
"Viagem que segue.
Incrível as pessoas que encontro pelo caminho. É como se cada uma delas tivesse um universo inteiro dentro de si.
O Brasil é de fato grande.
Mas o povo que o habita, é imenso!
O andar da bicicleta, definitivamente, rompe barreiras. E não estou me referindo aqui a barreiras de distância física entre um ponto "A" e um ponto "B".
Me refiro à barreira cultural. Econômica. Intelectual. Sentimental. Emocional.
A cada encontro com outros indivíduos, é uma nova história que se abre como um livro à minha pessoa.

Andarilhos, caminhoneiros, trabalhadores de estabelecimentos ao longo da rodovia, pais que vivem longe da família...
Cada uma das pessoas por quem passo e com quem troco idéias (por mais breves que sejam), acabam se abrindo. Diria que ficam quase "nús" em termos de sentimento. E compartilham comigo um pedacinho bem significante de suas histórias. Dos seus sentimentos. Suas vontades. Seus sonhos.
E a bagagem se enche de novos contos. Novas experiências.
Algo interessante que percebi, é a vontade de grande parte dessas pessoas em ser reconhecida.
Ser vista. Ser ouvida.
As pessoas "só" querem ser tratadas com respeito e nada melhor que um sorriso sincero que a gente possa dar a elas.
A viagem se seguiu dentro dessa filosofia e os locais e as pessoas são impossíveis de serem descritos(as) em palavras ou fotografias.



Há 20km da divisa do Tocantins e o Maranhão, eis que me deparo com chapadões magníficos.
Na cidade de Carolina, recebi hospedagem de cortesia na Pousada Belo Sono.
Encontro com Euler, da Igreja Batista de Carolina.


Os amigos Vilmar Rege e Huelinton, que além de terem feito companhia em parte da viagem, fizeram uma das melhores fotografias da viagem:




E pausa para comer:



Jantar delicioso oferecido pelo Sr. Dedeco, proprietário do Mocotozin:



Pausa em um criadouro de peixes, para ver uma magnífica criação de Pirarara com o colega Hueliton Cruz.


E a receptividade em Estreito no Maranhão foi magnífica! Vibrações extremamente valiosas que revigoram as energias!




Em Imperatriz do Maranhão, recebido pelo Prof. François Sabareza, não foi diferente. Inclusive, com pouso oferecido.


Até a bicicretinha dormiu junto com esta navegação inacabada.


Destque ainda para a presença do Seriema Max também em Imperatriz do Maranhão, que veio me receber e me prestigiar.


Por fim, Sandrão enviou a seguinte mensagem:
"Moçada, continuem com boas vibrações. Vou precisar demais da conta. Vejo que a viagem está acabando e não posso perder a concentração. A perda de atenção e o desgaste são mosntros!"

Segue Vídeo:

video

E a chegada do Sandro ao encontro do Seriema Max

video




8 Comentários para "Dias 10 a 13 do Prof. Sandro rumo a Belém"

Anônimo disse...

Fantástico meu irmão, impossível conter a emoção.
Força e fé!!!
Carlão.

Jean Tavares disse...

SEM DÚVIDA UMA DAS MAIORES E MELHORES EXPERIÊNCIA DE UM SERIEMA!!!
#VaiSandroh!

Polyana Dias disse...

Uauuu! Show dmais! História inspiradora!

Romarbike disse...

Bora lá brother reta Sprint final, respira fundo e manda brasa.

Rafael Augusto disse...

Manda ver aí Sandro.
Reta final, sucesso pra você companheiro

Ursula disse...

Isso é o que chamo que pedal Lírico! Te desejo muita saúde e sorte e que continue nos presentiando com depoimentos e imagens sigulares como essas. Grande abraço, força.

JOSÉ ANTONIO NEVES disse...

Prof. Sandro, vejo a cada passo seu o quanto Deus tem te presenteado com sentimentos e capacidade ímpares, tanto em relação às conquistas emocionais, físicas, quanto a mais importante que é a espiritual. Essa tua jornada serve de inspiração e é também uma ordem a todos nós que te conhecemos: "VIVA INTENSAMENTE COM FÉ EM DEUS, FOCO E FORÇA!". Que aprendamos contigo.

José Antonio

Calisto disse...

Cara e impocivel não si emocionar com a sua conquista Sandro parabems Calisto Seriema To