GARY FISHER . . . "O PAI DE TODOS"


Hoje em dia é raro algum ciclista que não conheça a GARY FISHER bicicleta. Também não raro alguém que não saiba que esse nome é de um dos criadores do mountain bike e que no meio é mais conhecido como o “Pai de Todos”, é dele também a criação do nome “mountain bike”, mas ele não registrou, por isso, esse é o fato que ele cita como seu maior erro.
 

Gary Fisher é um dos malucos que resolveram que morro também era para bicicletas, isso no final dos anos 60. Suspenso das corridas de estrada porque seu cabelo era longo (!?!?!?) ele foi pedalar nas montanhas. Juntamente com uma trupe de amigos-malucos eles descobriram o vício de descer trilhas empoeiradas e cascalhadas, nos arredores de São Francisco. Vez ou outra um se esborrachava, outro saía voando, mas tudo bem e não sendo suficiente, resolveram subir também.
 

Como não existiam bicicletas pra isso, concebeu as primeiras mountain bikes da história, eram mais que bicicletas de estradas com algumas modificações, elas permitiam um controle maior sobre pedras e rotas irregulares, os chamados single-track’s. No início a coisa fluía meio artesanal, mas em 1979, juntamente com outros sócios, ele começou a produção em série e no ano seguinte vendiam mais bicicletas que ninguém.
 

Fisher se diferenciou dos outros fabricantes pelo fato de ser apaixonado pelo mountain bike, participar de corridas hardcore, patrocinar atletas e o mais importante, sempre buscou tornar o esporte mais acessível a todos.
.
Palavras de Gary Fisher:
. “Nós entraremos em toda essa maluquice caríssima, mas bicicletas de ferro, de única velocidade e sem suspensão não sumirão nunca. Existe uma grande beleza na simplicidade. Uma peça simples, elegantemente desenhada, é linda.”
.
“Temos a cura do que aflige o mundo. Nós, ciclistas, podemos deixar as pessoas mais saudáveis. Pense em todas as empresas de remédios que preferem vender seus produtos em vez de promover o jeito simples de se exercitar. Quanto à questão do transporte, a bicicleta é uma grande revolução. Especialmente em países em desenvolvimento, a bicicleta é uma ferramenta necessária, tanto que os fabricantes estão tentando inserir mais bicicletas na África, por exemplo. As bikes fazem parte de um movimento de “raízes” (grassroots, em inglês) que está se espalhando por todo o mundo. Não porque as pessoas não possam comprar um carro, muito pelo contrário. A bicicleta recebe mais apoio justamente nos países mais desenvolvidos, onde as pessoas são cultas e percebem que pedalar é um jeito bom de fazer as coisas.”
.“É minha amiga-amante de ferro, confiável e fiel. A bicicleta é liberdade, saúde, felicidade. É a invenção mais feliz dos últimos 200 anos. Traz alegria para pessoas no mundo inteiro. Um pouco de suor pingando e olhos ardendo, traseiro dolorido, pernas gritando, fome. Isso é bom. Isso é a bicicleta.”
.
O SERIEMA captou o pensamento desse cara...

2 Comentários para "GARY FISHER . . . "O PAI DE TODOS""

Carlos disse...

Parabéns pelo post Nilsinho, bike, informação e cultura.
Carlão.

Anônimo disse...

Eu tenho alguma sabedoria maravilhosa.